Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Blog

Histórias Abertas

27.05.2015 por Carito

Desde 2013 que venho fazendo de forma homeopática e aleatória o curta “Histórias Abertas”. As histórias vão aparecendo e eu vou registrando-as, quase ao acaso, de forma espontânea. Alguma coisa me leva às histórias, que podem ser contadas de forma convencional ou não. Uma história também pode ser contada através de um poema, de uma performance ou apenas através de imagens e sons. As histórias se abrem, em fragmentos diversos, em uma colagem de subjetividades. O curta está em fase de edição em mais uma parceria com meu amigo Levi Herrera. A trilha sonora original é do meu amigo e velho parceiro poelétrico Edu Gomez. Mas no filme outras músicas também contarão histórias. Estrelando: Valéria Oliveira, Renata Marques, Ramilla Souza, Marcos Bulhões (“Cegos” e “Índios”), Corbiniano Lins, Nathalia Santana, Mônica Mac Dowell, Camilo Lemos, Tom, William Marcussen, DD, Darci Santana, Regina Azevedo… Por enquanto, fiquem com o trailer. Enjoy it! https://vimeo.com/128967710

Carito

1 Comentário

E se…

19.05.2015 por Carito

E se eu não tivesse feito isso?
E se eu tivesse feito a kilo?
Mas eu fiz a grama
E se eu tivesse deixado ela crescer?
A vida é cheia de partículas
O se é apenas uma delas
É quando a gente cai em se.

Carito

0 Comente

Sonhos na pauta

18.05.2015 por Carito

Sonhos na pauta:
Morrer de amor
Viver na flauta.

Carito

0 Comente

Programa Olhar Independente

06.05.2015 por Carito

Não perca nessa quinta, 07/05 o programa inédito que entrevista o cineasta Carito Cavalcanti e exibe seu curta “Fronteira” e o documentário “De Onde Vem a Música?”.
Olhar Independente
Toda quinta às 19h30
Reprise sábado às 15h30

https://youtu.be/N0ugw62qfNg

0 Comente

FRONTEIRA

27.04.2015 por Carito

Com muita alegria comunico que “Fronteira” foi selecionado para o Festival Goiamum Audiovisual: Curta Goiamum – Programa Potiguar. Quero agradecer a todos os parceiros que vestiram a camisa desse filme de guerrilha existencialista: César FerrarioLevi Herrera GobettiToni GregórioPaula Vanina CencigRoberto Taufic FullRafael Tigre… Praieira Filmes na cabeça! “Tudo é metáfora. Não quero sair desse éter maravilhoso”. Saiba mais sobre todos os filmes selecionados aqui: http://www.goiamumaudiovisual.com.br/curta_goiamum.php

E assista o trailer de “Fronteira” aqui: https://vimeo.com/126206859

1 Comentário

LEMINSKI

26.04.2015 por Carito

“As pessoas sem imaginação estão sempre querendo que a arte sirva para alguma coisa. Servir. Prestar. O serviço militar. Dar lucro. Não enxergam que a arte é a única chance que o homem tem de vivenciar a experiência de um mundo da liberdade, além da necessidade. As utopias, afinal de contas, são, sobretudo, obras de arte. E obras de arte são rebeldias. A rebeldia é um bem absoluto. Sua manifestação na linguagem chamamos poesia, inestimável inutensílio.”

LEMINSKI

0 Comente

Eu vou te contar um degredo…

24.04.2015 por Carito

Eu vou te contar um degredo
Antes que eu me fosse
Meu coração exilou-se

E sem corpo
Nas horas
Vaga.

Carito

1 Comentário

Quem zomba…

23.04.2015 por Carito

Quem zomba dos poetas nas colinas altaneiras
Não sobe de nada.

Carito

1 Comentário

NO CHÃO

27.02.2015 por Carito

Hoje não vou falar sobre o novo espetáculo dos Clowns “Dois Amores Y Um Bicho”. Não de uma maneira, digamos, convencional: atuações, ritmo, essas coisas.

Vou falar sobre feras feridas, Caetanos e cai os panos, indo do hermeticamente fechado ao hermeticamente Pascoal.

Faz tempo que tento lidar com minhas feras. Quando a gente fala sobre essas coisas com alguém sempre recebe um feed-back forte do outro lado. Feras vezes feras: muitas vezes mais e maiores que as nossas, para nos consolar e às vezes para nos assustar mais ainda. Não estamos sós! O fato é que há muito se olha para o céu tentando entender objetos voadores não identificados. Não estamos sós! Há muito se olha para dentro tentando entender coisas agora identificadas de vários nomes, que a poesia da vida há tempos chama de solidão, dores do mundo, melancolia, entre outros “ias”, que não vão, e ficam por muito tempo. E nisso também – não estamos sós!

Pulo agora para falar sobre blockbusters. Quando alugo ou compro algum filme chamado de “comercial” para me atualizar e conferir o trabalho (há muitos filmes comerciais bons) e na mesma leva assisto algum “filme de arte” ou “independente” (muitas vezes aquele que sei que vai exigir de mim uma atenção maior, uma tensão maior, etc.), geralmente o que é mais simples e fácil de assistir é o comercial, o blockbuster. Mas também depois não fica comigo – do jeito que entra fácil sai fácil.  E o chamado filme de arte (alguns chamam hoje de “cinema de autor”) pode até gerar alguma dificuldade devido a sua complexidade ou linguagem, pode até demorar em sua digestão, e talvez por isso mesmo ele fica. Passo a semana pensando no filme. Muitas vezes não de uma forma linear. De uma forma não lógica ele se impregna em mim, através até de uma imagem, uma cena, uma fala, uma estranheza, uma beleza, uma dor. Às vezes para sempre.

Assim foi ontem em “Dois Amores Y Um Bicho”. Sinto que posso vivenciar o espetáculo de várias maneiras, em busca mais que de uma absorvição: de uma absolvição. Fragmentos do espetáculo povoam agora minha mente. Tenho até vontade de voltar e chegar no fim da peça para assisti-la de trás pra frente. Nesse exato momento não estou preocupado em entender a peça bem direitinho, suas metáforas, sua complexidade, seu contexto histórico, sua contemporaneidade, etc. Nesse momento estou impactado com a queda. Sai do Barracão do Clowns ontem muito tonto e muito tanto! Aquele momento dos aplausos finais… Parecia que todos estavam em transe. A última cena literalmente me nocauteou. Quando saí do Barracão fui a um posto de gasolina comprar uma água e quando sai da loja de conveniência caí no chão, machuquei as mãos, me estatelei de frente, cara a cara com o chão. A verdade é que eu já estava no chão há muito tempo. Culpa de César, Titina, João Junior, Marco França, Ronaldo, Rafa, João Marcelino, Renato Carrera, Gustavo Ott, Márcia Lohss, Ana Cláudia Albano, Johann Jean e toda a equipe que botou pra foder!

Carito

 

3 Comentários

Matéria no NOVO JORNAL

26.02.2015 por Carito

http://www.novojornal.jor.br/noticias/cultura/poeta-e-cineasta-carito-cavalcanti-anuncia-novo-curta

0 Comente

Feed RSS

Arquivos

Leia também

  1. Adriana Karnal – Poemas
  2. Ailton Medeiros
  3. Alex Medeiros
  4. Alice Ruiz
  5. ananomundo
  6. Antonio Cicero
  7. Antonio Miranda
  8. Arnaldo Antunes
  9. Arnaldo Baptista
  10. Arrigo Barnabé
  11. Arthur Nestrovski
  12. As palavras têm sabor
  13. Atire no Dramaturgo
  14. Aventuras do Hammer
  15. Balaio Porreta 1986
  16. Bar do Bardo
  17. Bicho Esquisito
  18. Bloco de Notas
  19. Blog de Bordo
  20. Bruna Beber
  21. Cabelos de Sansão
  22. Caminhar
  23. Canto de Página
  24. Carla Bruttini
  25. Carlos Reichenbach
  26. Casa das Musas
  27. Cefas Carvalho
  28. Cep 20.000
  29. Chacal
  30. Climerio Ferreira
  31. Contracampo
  32. Coquetel Molotov
  33. Cosmunicando
  34. Cronópios
  35. Da lama ao caos
  36. Descobertura
  37. Diário do Tempo
  38. diariodoimproviso
  39. Digestivo Cultural
  40. Disruptores
  41. Dissonancia
  42. DoSol
  43. E, Terna Luz
  44. Edu Gomez
  45. Ellenismos
  46. Em Palavras
  47. Escritoras Suicidas
  48. Escritos de Ada
  49. Escritos de Alice N.
  50. Escrituras Sangradas
  51. Espelunca
  52. Esto no es una revista
  53. EU VOU!
  54. ex-Socialistas, ex-Sociólogos, ex-Sociopatas
  55. Fabrício Carpinejar
  56. Férias no inferno
  57. Fernando Catatau
  58. FFF
  59. Flávio Freitas
  60. Flor de Craibeira
  61. Franklin Jorge
  62. Frederico Barbosa
  63. Gabriel Novaes
  64. Grande Ponto
  65. Grupo Casarão de Poesia
  66. I Poeti Nomadi
  67. Jorge Mautner
  68. Lado (R)
  69. Lama Fértil
  70. Leonardo Sodré
  71. Loba
  72. Lume Filmes
  73. Luz de Luma
  74. Macário Campos
  75. Mad Dogs
  76. Marcelo Rubens Paiva
  77. Mário Ivo
  78. Maternidade do Texto
  79. Metamorfraseando
  80. Mudernage
  81. Mundo Fantasmo
  82. Museu de Tudo
  83. MUSEU VIRTUAL ABRAHAM PALATNIK
  84. Musica Potiguar Brasileira
  85. Nalva Melo Café Salão
  86. NaReDe.com/Civone
  87. Nariz de defunto
  88. Nicolas Behr
  89. O Carapuceiro
  90. O Fiasco
  91. O Inimigo
  92. o refúgio – sandra camurça
  93. O Teorema da Feira
  94. Obra-Total
  95. Os Poetas Elétricos
  96. Pablo Capistrano
  97. Paraíso Perdido
  98. Parece que foi assim
  99. Péricles Cavalcanti
  100. Plog
  101. Poema/Processo 1967
  102. poesia concreta
  103. Poesia Sim
  104. Poetas azuis paixões vermelhas amores amarelos – Blog de Jóis Alberto
  105. Poni Micharvegas
  106. Portal Rock Potiguar
  107. Potiguarando
  108. Putas Resolutas
  109. Querido Bunker
  110. Rede Potiguar de Música
  111. Revista Catorze
  112. Rita Machado
  113. Romério Rômulo
  114. Sebo Vermelho
  115. Senhor F
  116. SIBILA
  117. Simona Talma
  118. Suave Coisa
  119. Substantivo Plural
  120. Tanto Mar
  121. território potiguar
  122. Toca do Centauro
  123. Todas as palavras merecem um lugar
  124. Tom Zé
  125. Torquato Neto
  126. Uma Casa em Beirute
  127. uma historia à margem
  128. Umas & Outras
  129. UNS & UNHAS
  130. Vanessa Campos Rocha
  131. Versos deLírios
  132. Versos Poti
  133. Virada num Traque
  134. Viviane Mosé
  135. Vocabulário da Raça
  136. Zumbi escutando blues
  1. blog
  2. biografia
  3. modus vivendi
  4. os poetas elétricos
  5. vídeos
  6. na mídia
  7. contato

© Copyright 2010 design by DZ3. Todos os direitos reservados.