Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Blog

Hoje!

11.11.2015 por Carito

1 Comentário

ISCAS

01.10.2015 por Carito

Fluoxetina
Rivotril
Omeprazol
Tá tudo no anzol.

Carito

0 Comente

O tempo

28.09.2015 por Carito

O tempo sempre
Nos prega
Uma pressa.

Carito

0 Comente

Obturações…

11.09.2015 por Carito

Obturações, canais
Clareamentos, implantes
Nada será como dentes!

Carito

1 Comentário

Quando minha viagem…

08.09.2015 por Carito

Quando minha viagem for só de ida
Vou virar druida!

Carito

1 Comentário

Da janela do meu tédio

30.07.2015 por Carito

Da janela do meu tédio
O lá fora esticou-se tinto
Feito vinho tanto
Agora qualquer coisa flana
É isso que dá caçar espanto
E beber em dia de semana.

Carito

0 Comente

Homenagem

21.07.2015 por Carito

Linda homenagem que recebi da amiga Liane Medeiros:

Poema de Liane Medeiros

2 Comentários

O Quintal do Mundo é a Rua

20.07.2015 por Carito

O documentário “O Quintal do Mundo é a Rua” mostra de maneira poética e informativa uma cobertura do projeto Conexão Elefante Cultural, que aconteceu em abril e maio de 2015, nas zonas norte, sul, leste e oeste de Natal, e em cidades como Parnamirim e São Gonçalo do Amarante. O curta-metragem mostra cenas dos espetáculos de circo, contação de histórias e dança, além de depoimentos dos participantes e do público. Um carro adaptado inicia o cortejo e estabelece a conexão entre a vida cotidiana da rua e seus moradores com o fazer artístico da trupe. Nessa primeira edição participaram a Trotamundos Cia de Artes, a Cia de Dança do Teatro Alberto Maranhão e os palhaços do Grock Entretenimento. O filme tem direção, roteiro, fotografia e som direto de Carito Cavalcanti, edição e finalização deLevi Herrera Gobetti, texto de Sheyla Azevedo e narração de Nara Kelly. Mais uma realização da Natal CulturalPraieira Filmes. Gracias a Diana Fontes e todos que participam dessse maravilhoso projeto!

https://vimeo.com/133972820

1 Comentário

“O Deserto dos Tártaros” e “Guerra, Formigas e Palhaços”

10.06.2015 por Carito

Desde que assisti ao espetáculo teatral “Guerras, Formigas e Palhaços” lembrei imediatamente do filme “O Deserto dos Tártaros”. Nesse próximo domingo, 14 de junho, Fortunella Casa EditriceGrupo Estação de TeatroSESC RN convidam para o lançamento do livro “Guerra, Formigas e Palhaços”, de César Ferrario, e apresentação do espetáculo com o Grupo Estação. Às 18h, no Teatro de Cultura Popular. Rua Jundiaí, 641 – Tirol, Natal/RN.

O DESERTO DOS TÁRTAROS

Já postei aqui no blog sobre esse filme. “O Deserto dos Tártaros” é um romance escrito pelo italiano Dino Buzzati em 1940, que gerou um filme homônimo em 1976.

Cinema de não-ação. Giovanni Drogo é o nome do soldado, personagem principal de uma grande metáfora. Drogo tem uma droga (é mais que um jogo de palavras de gosto duvidoso): a espera. A espera de uma ameaça invisível vai lhe anestesiando. A rotina no forte situado em uma fronteira morta altera sua retina. E a retina altera a sua rotina. Longe e perto: o deserto. Tudo se mistura na escolha de Drogo, na encolha de Drogo: ficar naquela. Naquela paisagem de tirar o fôlego! Quem espera sempre cansa. Está provado na canção: quem espera nunca alcança. Segundo o site CINE REPORTER, o diretor Valerio Zurlini “precisava encontrar algum tipo de fortificação medieval abandonada no deserto para recriar, na telona, o Forte Bastiani – construção militar situada no limite oriental do império austro-húngaro, onde se passa a maior parte da ação, no ano de 1907. Pesquisando, ele encontrou a cidadela de Arg-é Bam, no Irã, uma intrincada rede de habitações de argila de 180 mil metros quadrados, construída 500 anos antes de Cristo e abandonada em 1850, após um terremoto. O lugar se revelaria perfeito para a intenção de evocar nos espectadores, através de impressionantes tomadas panorâmicas do deserto, a tensão pela espera por um inimigo invisível”.

A cidadela de Arg-é Bam - Filme "O Deserto dos Tártaros"

 

GUERRA, FORMIGAS E PALHAÇOS

Resenhada no site “O Chaplin“:

“Sobraram apenas dois soldados combatentes da guerra, minúsculos como formigas dentro das proporções, para contar a história do paradoxo das suas sobrevivências dentro de um ambiente de morte. Perdidos à espera de reforços, os militares encontram, atônitos, para um tratado de paz dos seus anseios pessoais, a possível salvação na figura de um palhaço.

‘Guerra, Formigas e Palhaços’ é uma tragicomédia de caráter político e filosófico, interpretada pelos atores Rogério Ferraz, Enio Cavalcante e Pedro Queiroga, do Grupo Estação de Teatro.”

Assistam e leiam GUERRA, FORMIGAS E PALHAÇOS. Assistam e leiam O DESERTO DOS TÁRTAROS.

Eu recomendo!

Carito

4 Comentários

Fronteira liberada!

08.06.2015 por Carito

Depois da exibição do filme “Fronteira” realizada recentemente no festival Goiamum Audiovisual, algumas pessoas vieram me falar que não tinham podido sacar “Fronteira” direito. Como uma galera veio me perguntar como fazer para ver “Fronteira” de novo e eu não sei quando será a próxima exibição (lembro que antes do Goiamum tivemos o lançamento do filme no auditório do NPSA na UFRN), eu resolvi liberar logo o filme na net. Então quem quiser ver “Fronteira” de novo e quem ainda não assistiu e quiser sacar o curta é só ir no link abaixo. De preferência ponha uns headphones e boa viagem! Aproveito para dar os parabéns aos premiados no Goiamum e também a todos os realizadores que participaram do festival. A mostra potiguar foi muito bonita e tivemos dias maravilhosos. É sempre muito bom o encontro, a troca, inclusive de subjetividades. Longa vida ao Goiamum, que o festival fique cada vez melhor. E que também venham outros festivais para somar nas oportunidades e diversidades!

https://vimeo.com/121576126

0 Comente

Feed RSS

Arquivos

Leia também

  1. Adriana Karnal – Poemas
  2. Ailton Medeiros
  3. Alex Medeiros
  4. Alice Ruiz
  5. ananomundo
  6. Antonio Cicero
  7. Antonio Miranda
  8. Arnaldo Antunes
  9. Arnaldo Baptista
  10. Arrigo Barnabé
  11. Arthur Nestrovski
  12. As palavras têm sabor
  13. Atire no Dramaturgo
  14. Aventuras do Hammer
  15. Balaio Porreta 1986
  16. Bar do Bardo
  17. Bicho Esquisito
  18. Bloco de Notas
  19. Blog de Bordo
  20. Bruna Beber
  21. Cabelos de Sansão
  22. Caminhar
  23. Canto de Página
  24. Carla Bruttini
  25. Carlos Reichenbach
  26. Casa das Musas
  27. Cefas Carvalho
  28. Cep 20.000
  29. Chacal
  30. Climerio Ferreira
  31. Contracampo
  32. Coquetel Molotov
  33. Cosmunicando
  34. Cronópios
  35. Da lama ao caos
  36. Descobertura
  37. Diário do Tempo
  38. diariodoimproviso
  39. Digestivo Cultural
  40. Disruptores
  41. Dissonancia
  42. DoSol
  43. E, Terna Luz
  44. Edu Gomez
  45. Ellenismos
  46. Em Palavras
  47. Escritoras Suicidas
  48. Escritos de Ada
  49. Escritos de Alice N.
  50. Escrituras Sangradas
  51. Espelunca
  52. Esto no es una revista
  53. EU VOU!
  54. ex-Socialistas, ex-Sociólogos, ex-Sociopatas
  55. Fabrício Carpinejar
  56. Férias no inferno
  57. Fernando Catatau
  58. FFF
  59. Flávio Freitas
  60. Flor de Craibeira
  61. Franklin Jorge
  62. Frederico Barbosa
  63. Gabriel Novaes
  64. Grande Ponto
  65. Grupo Casarão de Poesia
  66. I Poeti Nomadi
  67. Jorge Mautner
  68. Lado (R)
  69. Lama Fértil
  70. Leonardo Sodré
  71. Loba
  72. Lume Filmes
  73. Luz de Luma
  74. Macário Campos
  75. Mad Dogs
  76. Marcelo Rubens Paiva
  77. Mário Ivo
  78. Maternidade do Texto
  79. Metamorfraseando
  80. Mudernage
  81. Mundo Fantasmo
  82. Museu de Tudo
  83. MUSEU VIRTUAL ABRAHAM PALATNIK
  84. Musica Potiguar Brasileira
  85. Nalva Melo Café Salão
  86. NaReDe.com/Civone
  87. Nariz de defunto
  88. Nicolas Behr
  89. O Carapuceiro
  90. O Fiasco
  91. O Inimigo
  92. o refúgio – sandra camurça
  93. O Teorema da Feira
  94. Obra-Total
  95. Os Poetas Elétricos
  96. Pablo Capistrano
  97. Paraíso Perdido
  98. Parece que foi assim
  99. Péricles Cavalcanti
  100. Plog
  101. Poema/Processo 1967
  102. poesia concreta
  103. Poesia Sim
  104. Poetas azuis paixões vermelhas amores amarelos – Blog de Jóis Alberto
  105. Poni Micharvegas
  106. Portal Rock Potiguar
  107. Potiguarando
  108. Putas Resolutas
  109. Querido Bunker
  110. Rede Potiguar de Música
  111. Revista Catorze
  112. Rita Machado
  113. Romério Rômulo
  114. Sebo Vermelho
  115. Senhor F
  116. SIBILA
  117. Simona Talma
  118. Suave Coisa
  119. Substantivo Plural
  120. Tanto Mar
  121. território potiguar
  122. Toca do Centauro
  123. Todas as palavras merecem um lugar
  124. Tom Zé
  125. Torquato Neto
  126. Uma Casa em Beirute
  127. uma historia à margem
  128. Umas & Outras
  129. UNS & UNHAS
  130. Vanessa Campos Rocha
  131. Versos deLírios
  132. Versos Poti
  133. Virada num Traque
  134. Viviane Mosé
  135. Vocabulário da Raça
  136. Zumbi escutando blues
  1. blog
  2. biografia
  3. modus vivendi
  4. os poetas elétricos
  5. vídeos
  6. na mídia
  7. contato

© Copyright 2010 design by DZ3. Todos os direitos reservados.