Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Vídeos

Parque de Versões – Videopoemas

29.08.2011 por Carito

Depoimento do diretor:

Selecionei algumas imagens que eu captei em exercícios de um curso de fotografia que estou fazendo com o Prof. Max Pereira. Reprocessei alguns trechos da trilha sonora que Edu Gomez tinha feito para outro vídeo meu (“Platonismo em Linha Reta – e outros poemas de Nina Rizzi”). Juntei tudo com alguns poemas meus que tinham um diálogo com as imagens, procurando criar um conceito. Alguns poemas eu já tinha escrito antes desse vídeo, outros eu criei especialmente para esse vídeo – (ins/trans)pirado nas fotografias.

Boa viagem!

Carito (ao gosto de 2011)

0 Comente

Aconteceu em uma tarde de chuva

30.07.2011 por Carito

Depoimento do diretor:

Em uma Natal que não existe mais, uma aventura mágica vivida pela minha mãe em plena Avenida Deodoro!

Mais um vídeo caseiro. Ou melhor: mais um vídeo de apartamento!

Filmado com uma máquina fotográfica digital compacta – Natal, maio de 2011, no apartamento de “Dona Crinaura”. Editado no iMovie.

* * *

Estávamos eu e Joane almoçando no apto de minha mãe e ela nos contou essa história. Achei que era uma história para um vídeo, um curta, simples assim! De repente uma chuva, de repente um vídeo! Um vídeo-homenagem para minha mãe, como presente do Dia das Mães!

Feliz Dia das Mães todo dia para todas as mães, inclusive para a mãe natureza!

Para minha mãe e suas chuvas de poesia.

Com amor, carinho, admiração, gratidão…

Carito

P.S.: E como cantava a banda Joelho de Porco: “eu vou escrever no muro: hoje é o passado do futuro”.

P.S 2: Detalhe – o quadro que aparece no vídeo foi pintado por Flávio Freitas a partir de uma fotografia, e retrata a casa que minha mãe morou durante toda a sua infância, em um sítio em Macaíba.

0 Comente

Os Poetas Elétricos – Inverno

16.04.2011 por Carito

O SOL RANZINZA
ACORDA TARDE
E CINZA.

(Inverno – Os Poetas Elétricos)

Direção, roteiro, fotografia, edição e produção: Carito
Participação especial: Joane Luiza

Poemúsica: Inverno
Artista: Os Poetas Elétricos
Composição: Carito e Edu Gomez
Álbum: Breves Incandescências

Filmado na Patagônia em 2011

ESTIRÂNCIO NETWORKS

Depoimento do diretor:

Meses atrás eu costumava dizer brincando que eu ia para a Patagônia só para filmar o videoclipe de Inverno (nova poemúsica d’Os Poetas Elétricos do disco Breves Incandescências, ainda a ser lançado). Não deixou de ser uma brincadeira com as palavras como eu gosto tanto de fazer, mas que foi “à vera” foi! Tanto que tá aí o videoclipe!

Na Patagônia tudo é tão diferente e inusitado que você pode filmar material para um videoclipe sobre o inverno em pleno verão. Com licença poética, podemos dizer que assim como em Natal é verão o ano inteiro, lá é inverno o ano inteiro!

Mas chega de conversa que eu já tô congelando…

Então, para vocês, mais uma lembrancinha do fim do mundo!

Carito

1 Comentário

PLATONISMO EM LINHA RETA – e outros poemas de Nina Rizzi

16.04.2011 por Carito

Direção, roteiro, fotografia, edição e produção: Carito
Poemas e ilustrações: Nina Rizzi
Vozes: Nina Rizzi e Carito
Trilha sonora: Edu Gomez

ESTIRÂNCIO NETWORKS 2011

Depoimento do diretor:

A poeta Nina Rizzi me pediu para editar um vídeo com poemas seus. Não consegui. O que fiz foi me apropriar do projeto dela e transformá-lo em um projeto meu. Não sei ser só editor, pois não tenho estudo técnico aprofundado para isso. A minha edição existe em função de um conceito que invento. A minha edição é intuitiva e existe em função de uma idéia que tenho para um roteiro e direção. Assim, literalmente, e cinematograficamente, tomei a direção do carro – tanto que ele aparece o tempo todo no vídeo, como um refrão-metáfora, para levar o espectador para uma aventura imagética e sonora que interpreta livremente a poética do espaço dessa minha amiga pra lá de virtual. Escolhi os poemas de Nina que senti que formariam uma atmosfera específica, atmosfera já iniciada com a visualização de algumas imagens do meu banco de filmagens que captei recentemente na Patagônia e que, por sua vez, comungavam com os poemas de Nina. É difícil dizer quem veio primeiro: a escolha dos poemas ou a escolha das imagens. Tudo foi acontecendo ao mesmo tempo.

A trilha sonora foi feita especialmente para esse vídeo. Cheguei no estúdio do meu parceiro poelétrico Edu Gomez abrindo os braços em movimento lento, como um pássaro em slow motion, para mostrar o ritmo do vídeo. E antes que eu pudesse concluir que queria algo como Durutti Column misturado a Black Sabbath, Edu já me apresentou o tema com tudo isso e mais: meio Tarantino, sem deixar de ser Edu Gomez, ele acertou em cheio! Cheio de atitude, densidade, e especificações para o timbre certo: escolheu o amplificador fender, escolheu uma de suas sete guitarras, escolheu algumas variações do tema e pronto! Estava pronto também um “banco de sons”. Estava completa a atmosfera!

Nina me enviou muitos e belos desenhos. Escolhi dois, pela força e cumplicidade com a proposta do vídeo.

Mais uma vez usei o IMOVIE – programa básico de edição do Mac.

Então é isso: com poemas e ilustrações de Nina Rizzi, imagens captadas na Patagônia, trilha sonora original de Edu Gomez… corro, o risco, e ando, devagar com a imagem, em mais um vídeo experimental.

Carito

1 Comentário

Os Poetas Elétricos – Turnê 2009

09.02.2011 por Carito

Uma compilação das apresentações d’Os Poetas Elétricos na Bienal do Livro em Mossoró (RN) e Feira da Música em Fortaleza (CE). Video de Daniel Campos.

2 Comentários

o detetive e outros poemas

18.01.2011 por Carito

um video literalmente caseiro. ou melhor – de apartamento! na onda do it yourself, uma webcam no computador e uma idéia na cabeça! videopoemas de carito, desenho de nina rizzi, dezembro de 2010…

2 Comentários

Os Poetas Elétricos – Estirado no Estirâncio – Videoclipe

14.08.2010 por Carito

O SONHO É SENHA. E ASSANHA. A REALIDADE.

Créditos:

Direção e Roteiro – Carito
Fotografia e Edição – Julio Castro
Atores – George Holanda e Carolline Cantídio
Produção – Carito e Moo
Apoio de Produção – Catarina Doolan e Joane Luíza

ESTIRÂNCIO NETWORKS + MUDERNAGE 2010

Depoimento do diretor:

Em um belo dia de 2009 eu estava de carro, com meu amigo Aldo Jr., passando pela praia de Tabatinga, e vimos no mar um barco que nos chamou a atenção. Comentamos que parecia um barco de filme. Depois soubemos que o barco estava à deriva e que era o barco dos africanos que encalhou dias depois na praia de Búzios. Depois que soubemos dessa notícia fomos ver o barco encalhado e imediatamente me lembrei do filme Terra Estrangeira de Walter Salles. Também me lembrei da poemúsica “Estirado no Estirâncio” d ‘Os Poetas Elétricos. Fazia tempo que eu queria fazer um videoclipe para essa nossa Poemúsica. Então, como se diz por aí: casou Tomé com Bebé, a fome com a vontade de comer.

Criei um roteiro, mandei o roteiro por e-mail para a minha amig’atriz Caroll (Carolline Cantídio, que mora no Rio de Janeiro) convidando-a para participar do projeto. Ela topou. Caroll estava vindo passar um pouco das férias de fim de ano em Natal. Pensamos juntos o nome de George Holanda para contracenar com ela. George também topou. Convidei Júlio Castro para filmar, ele topou. E aí o desafio era encontrar um tempo para todo mundo. Era final de ano, eu tinha que aproveitar a rápida estada de Caroll em Natal. Por outro lado, George estava indo de férias para a Austrália. E Júlio estava super-ocupado com os trabalhos de fim de ano na produtora onde ele trabalha. Fim de ano é fogo! E eu não sabia quanto tempo aquele barco-cenário iria continuar ali, estirado no estirâncio. Então consegui encontrar um dia que todo mundo podia.

Antes eu fui com Caroll visitar algumas das locações: a praia de Búzios (onde estava o barco) e a praia de Malembar (para confirmamos “in loco” os melhores trechos de praia vazia que eu já havia mais ou menos pensado). A locação de São Miguel do Gostoso era mais longe, então fiz o reconhecimento com minha própria mente. É uma região que conheço bastante e pude contextualizar a geografia dessas praias no roteiro só de cabeça mesmo. Na verdade o roteiro teve vários tratamentos: antes, durante e depois das filmagens. Gosto de trabalhar de maneira aberta, tendo o roteiro apenas como um ponto partida. Acho bacana entender a função do diretor como a de um provocador, a de um promotor de situações. Li isso uma vez no site Contracampo, onde Felipe Furtado escreveu sobre o filme “Dez” de Abbas Kiarostami: “A função de diretor parece se tornar muito mais a do promotor de uma situação”…

Bem, tracei a estratégia da filmagem, e em um sábado ambíguo, com sol e nuvens, fizemos nossa empreitada. Filmamos tudo em um só dia. Uma equipe mínima, uma única filmadora, um jeep, e muita disposição. Acordamos de madrugada. Fomos filmar o amanhecer em Búzios, onde filmamos as cenas do barco, e depois fomos imediatamente para Malembar para filmar as cenas daquela geografia deserta e aproveitar o resto de luz suave do início da manhã. Voltamos para Natal, almoçamos, peguei todo mundo de novo e fomos para São Miguel do Gostoso, com o tempo apertado para aproveitarmos a luz do entardecer.

As filmagens não aconteceram na seqüência do que aparece no vídeo. Então tivemos todo o cuidado nos mínimos detalhes. Depois foi só montar o quebra-cabeça com Júlio Castro, com o apoio de Vlamir, do Ícone Estúdio, do selo Mudernage. Vlamir é um eterno Don Quixote e Júlio faz toda a diferença. É um craque na edição. É tranqüilo e moderno, tem uma forte experiência com vídeo-arte, vídeo-instalação, e é VJ d’Os Poetas Elétricos faz tempo. E eu queria essa contemporaneidade no vídeo. Temos muita sintonia e afinidade audiovisual. Por outro lado, gosto muito de referências antigas, que são na verdade atemporais. Além da citação explícita à Terra Estrangeira, tive influência, de alguma maneira, de filmes como Nostalgia (de Tarkovski), Paris, Texas (de Wim Wenders), Lavoura Arcaica (de Luiz Fernando Carvalho), e principalmente da poética espacial do cinema de Antonioni, de quem sou fã.

Carito /2010

2 Comentários

um evento estético

14.08.2010 por Carito

No verão de 2010, um passeio com o diretor, ator e professor de teatro Marcos Bulhôes. Direção e roteiro: Carito. Produção Carito & Moo. Fotografia: Carito. Edição: Songy, Moo & Carito. Música: Edu Gomez.. Fotos still: Joane, Marcos, Carito e Henrique José. Realização: estirâncio networks & mudernage.

Depoimento do diretor:

Esse video-curta vai curtindo um passeio pelas linguagens do vídeo-entrevista e do vídeo-clipe. Dentro dessa ambigüidade filmei um passeio de jeep à beira-mar onde o personagem principal é o amigo e parceiro artístico Marcos Bulhões: o ator, diretor teatral e professor da USP responde a perguntas capciosas, filosofando sobre os eventos estéticos. Uma viagem dentro da viagem! E na trilha do jeep: a trilha de Edu Gomez!

Carito / 2010

0 Comente

Os Poetas Elétricos (ao vivo no Festival Dosol – Música Contemporânea 2008)

14.08.2010 por Carito

Vídeo da banda potiguar Os Poetas Elétricos feito durante o Festival Dosol Música Contemporânea 2008. Produção, áudio e finalização por Dosol Image.

0 Comente

Os Poetas Elétricos – Maria Elétrica

14.08.2010 por Carito

Animação-videoclipe da poemúsica “Maria Elétrica” d’Os Poetas Elétricos. Natal RN – junho de 2009.

*Realização – Poetry Picture
*Idéia Original – Vanessa Lodispoto
*Cenário – Ana Ferreira e Cibelle Avelino
*Imagens – Mariana Mallen
*Edição – Joanisa Prates

0 Comente

Feed RSS

Arquivos

Leia também

  1. Adriana Karnal – Poemas
  2. Ailton Medeiros
  3. Alex Medeiros
  4. Alice Ruiz
  5. ananomundo
  6. Antonio Cicero
  7. Antonio Miranda
  8. Arnaldo Antunes
  9. Arnaldo Baptista
  10. Arrigo Barnabé
  11. Arthur Nestrovski
  12. As palavras têm sabor
  13. Atire no Dramaturgo
  14. Aventuras do Hammer
  15. Balaio Porreta 1986
  16. Bar do Bardo
  17. Bicho Esquisito
  18. Bloco de Notas
  19. Blog de Bordo
  20. Bruna Beber
  21. Cabelos de Sansão
  22. Caminhar
  23. Canto de Página
  24. Carla Bruttini
  25. Carlos Reichenbach
  26. Casa das Musas
  27. Cefas Carvalho
  28. Cep 20.000
  29. Chacal
  30. Climerio Ferreira
  31. Contracampo
  32. Coquetel Molotov
  33. Cosmunicando
  34. Cronópios
  35. Da lama ao caos
  36. Descobertura
  37. Diário do Tempo
  38. diariodoimproviso
  39. Digestivo Cultural
  40. Disruptores
  41. Dissonancia
  42. DoSol
  43. E, Terna Luz
  44. Edu Gomez
  45. Ellenismos
  46. Em Palavras
  47. Escritoras Suicidas
  48. Escritos de Ada
  49. Escritos de Alice N.
  50. Escrituras Sangradas
  51. Espelunca
  52. Esto no es una revista
  53. EU VOU!
  54. ex-Socialistas, ex-Sociólogos, ex-Sociopatas
  55. Fabrício Carpinejar
  56. Férias no inferno
  57. Fernando Catatau
  58. FFF
  59. Flávio Freitas
  60. Flor de Craibeira
  61. Franklin Jorge
  62. Frederico Barbosa
  63. Gabriel Novaes
  64. Grande Ponto
  65. Grupo Casarão de Poesia
  66. I Poeti Nomadi
  67. Jorge Mautner
  68. Lado (R)
  69. Lama Fértil
  70. Leonardo Sodré
  71. Loba
  72. Lume Filmes
  73. Luz de Luma
  74. Macário Campos
  75. Mad Dogs
  76. Marcelo Rubens Paiva
  77. Mário Ivo
  78. Maternidade do Texto
  79. Metamorfraseando
  80. Mudernage
  81. Mundo Fantasmo
  82. Museu de Tudo
  83. MUSEU VIRTUAL ABRAHAM PALATNIK
  84. Musica Potiguar Brasileira
  85. Nalva Melo Café Salão
  86. NaReDe.com/Civone
  87. Nariz de defunto
  88. Nicolas Behr
  89. O Carapuceiro
  90. O Fiasco
  91. O Inimigo
  92. o refúgio – sandra camurça
  93. O Teorema da Feira
  94. Obra-Total
  95. Os Poetas Elétricos
  96. Pablo Capistrano
  97. Paraíso Perdido
  98. Parece que foi assim
  99. Péricles Cavalcanti
  100. Plog
  101. Poema/Processo 1967
  102. poesia concreta
  103. Poesia Sim
  104. Poetas azuis paixões vermelhas amores amarelos – Blog de Jóis Alberto
  105. Poni Micharvegas
  106. Portal Rock Potiguar
  107. Potiguarando
  108. Putas Resolutas
  109. Querido Bunker
  110. Rede Potiguar de Música
  111. Revista Catorze
  112. Rita Machado
  113. Romério Rômulo
  114. Sebo Vermelho
  115. Senhor F
  116. SIBILA
  117. Simona Talma
  118. Suave Coisa
  119. Substantivo Plural
  120. Tanto Mar
  121. território potiguar
  122. Toca do Centauro
  123. Todas as palavras merecem um lugar
  124. Tom Zé
  125. Torquato Neto
  126. Uma Casa em Beirute
  127. uma historia à margem
  128. Umas & Outras
  129. UNS & UNHAS
  130. Vanessa Campos Rocha
  131. Versos deLírios
  132. Versos Poti
  133. Virada num Traque
  134. Viviane Mosé
  135. Vocabulário da Raça
  136. Zumbi escutando blues
  1. blog
  2. biografia
  3. modus vivendi
  4. os poetas elétricos
  5. vídeos
  6. na mídia
  7. contato

© Copyright 2010 design by DZ3. Todos os direitos reservados.